Publicado por: geama | 29/04/2012

COMEERJ – Pequenos Companheiros

Quem pensa que a COMEERJ é um evento feito só para os jovens está muito enganado. Na COMEERJ, temos crianças, jovens, adultos e até idosos tornando esse evento mais rico para todos nós. Afinal, nós somos na realidade espírito, e o espírito não possui idade.

É por isso que hoje iremos falar de uma das comissões mais divertidas, a dos Pequenos Companheiros! Nela estão os filhos de trabalhadores e tarefeiros do evento com idade entre 3 e 10 anos. Importante lembrar que a criança não pode participar da COMEERJ sem a presença dos pais.

A equipe de estudo dessa comissão faz parte da equipe de estudos/artes da COMEERJ inteira. E o mesmo tema, módulos e fonte  bibliográfica usados nas atividades dos grupos de estudos (pólen, sementes, flores, colheita e tarefeiros) são usados com as crianças.  A diferença está na linguagem e na forma como será transmitido o conteúdo. Por serem crianças, fica difícil usar a mesma didática usada com os jovens, então buscamos recursos mais manuais, práticos e artísticos para melhor atingi-los.

Esse ano, usamos como referência o livro infantil espírita “A Grande Viagem”, que estava de acordo com o tema da COMEERJ. A história fala de um menino que estava na colônia espiritual pronto pra reencarnar, mas estava com dúvidas e com medo de como seria essa viagem. Para acalmá-lo, sua orientadora espiritual diz que ele levará uma bagagem cheia de coisas que o ajudarão a seguir um caminho certo.

O alojamento foi todo enfeitado e chamado de “Recanto da Paz”, o mesmo nome dado à colonial espiritual do livro. Usamos TNT lilás, origamis, cogumelos, bolas, tenda, almofadas, tudo simbolizando a paz.

Durante o evento, demos para as crianças os mesmos utensílios que o menino da história recebeu: o cantil da alegria, o espelho da consciência, a lanterna da verdade, os óculos da justiça, a fita da fraternidade, o capacete da esperança, a luva da caridade, o relógio da disciplina, a bússola do bem, a bandeira da paz, a luneta da humildade, a capa da coragem, o guarda-chuva da bondade, a lupa do amor e a chave da paciência. Tudo para simbolizar que eles estavam saindo de uma “colônia espiritual” para enfrentar as provações do mundo, seguir o caminho para a evolução.

Além dessa atividade, tivemos sessão cinema, peça de teatro, montagem de maquete, montagem de esculturas, piscina, brincadeiras, caça ao tesouro, pic nic, aula dos módulos, jogamos peteca e bola,  colhemos frutas, plantamos mudas, reciclamos materiais e fizemos culto do evangelho. Para encerrar, as crianças ensaiaram uma apresentação sobre a parábola do semeador para o sarau do último dia.

Trabalhar com crianças esse ano foi muito divertido e rico. Esse trabalho desperta em nós o sentimento de maternidade e proporciona momentos de aprendizagem e troca, pois sempre aproveitamos para explicar um pouco do mundo pra elas e elas despertam o nosso lado infantil.

Patrícia Otranto
Integrante do GEAMA


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: