Publicado por: geama | 07/03/2012

COMEERJ – Atividades I

Depois de vivenciada a COMEERJ, o Blog do GEAMA tem o costume de publicar um post com um resumo das atividades realizadas durante os 4 dias. Assim, quem foi pode relembrar as experiências e quem não foi, entender um pouquinho mais sobre esse encontro e porque ele é tão amado.

Esse ano faremos diferente. A cada semana, teremos um post focando em uma das atividades elaboradas pelas equipes de estudo dos polos 3 e 9, para que elas sejam melhor compreendidas e possam servir de inspiração para evangelizadores e equipes organizadoras de eventos, entre outros.

Nada melhor do que começar essa sequência com a atividade de abertura e integração, entitulada “Nosso tempo”, que aconteceu no sábado pela tarde, marcando o início oficial dessa COMEERJ.

Após os avisos iniciais, os confraternistas foram convidados a descerem da arquibancada e escolherem um relógio da cor de sua preferência, prendendo-o a seus crachás. Os relógios estavam distribuídos em um círculo no centro da quadra, dentro de uma área limitada por um barbante.

Terminada a escolha, os confraternistas sentaram-se dentro dos limites do barbante enquanto a música “Libertação”, do CD COMEERJ 2011, tocava e uma benfeitora passava entre eles, olhando-os nos olhos e sorrindo, transmitindo muita paz.

Foi então encenada uma peça na qual dois espíritos benfeitores conversavam com dois espíritos ignorantes que diziam que o “mal” seria espalhado pela humanidade através de quatro fraquezas, representadas por quatro pessoas: sexo, dinheiro, poder, vaidade.

Ao final, essas pessoas foram libertadas (suas mãos estavam atadas) e os espíritos ignorantes receberam relógios que simbolizavam seu tempo perdido, desesperando-se. Foi então tocada a música “Prefácio” com todos de mãos dadas ao redor da quadra. Essa música encontra-se na aba “Música” do nosso blog. Clique aqui para acessá-la.

Representação da vaidade

Após a música, os confraternistas foram divididos em grupos de acordo com as cores de seus relógios. Nesses grupos, foi feito um debate inicial sobre o teatro. Depois, foi distribuído o texto “O talismã divino”, do livro “Jesus no Lar”, que traz a frase “Cada minuto de nossa alma permanece revestido de prodigioso poder oculto”. Foi então perguntado aos confraternistas o que se pode fazer em um minuto.

Por fim, foi distribuído o texto “Um minuto”, de Valerium:

Num minuto, apenas, pode-se fazer sempre alguma coisa útil, como sejam:  redigir um telegrama, escrever um bilhete fraterno, endereçar um envelope, dar um recado ao telefone, prestar uma informação, lavar uma peça de roupa, ofertar um copo de leite, cumprimentar alguém, limpar um móvel, regar uma flor. Não despreze o minuto. Empregue-o bem, meu amigo, pois num minuto você acaba de ler as informações deste recado.”

Na próxima semana voltamos com mais atividades comeerjísticas!

Equipe do Blog


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: