Publicado por: geama | 08/07/2011

Música na Arte Espírita – A influência

A música (do grego μουσική τέχνηmusiké téchne, a arte das musas) é “uma forma de arte que constitui-se basicamente em combinar sons e silêncio seguindo ou não uma pré-organização ao longo do tempo” (Dicionário Aurélio).

Então, tudo é música? Segundo a Teoria Musical, para ser música é necessário haver melodia, harmonia e ritmo. Mas pode ser que isso seja uma questão de semântica, de conceitos ou de percepção. O que é música para uns, para outros é ruído e para outros muitos, algo ensurdecedor.

No entanto, alguns clássicos da música passam de geração a geração. Não estamos nos referindo somente às músicas ditas clássicas, compostas para coro, orquestra e etc, mas às musicas que passam através do tempo, independente do ano em que foram compostas e/ou tocadas, e que são ouvidas por várias gerações. Algumas vezes as ouvimos por influência de nossos avós ou pais, mas muitas vezes porque nos inspiram, nos fazem vibrar de maneira intensa, ou apenas nos arrepiam.

Tal é a influência da música em nossa psique, em nossa alma, que ela é empregada em diversas áreas do gênero humano, com diversos objetivos:  como instrumento de acesso ao divino, como ferramenta no ensino-aprendizagem, e até como coadjuvante terapêutico na saúde mental e psiquiátrica.

Já existem diversas pesquisas em que se procura estudar a ação da música no cérebro humano: “Pesquisas mostram que o cérebro entende a música não só como desvio emocional, mas também como uma forma de movimento e atividade. As mesmas áreas do cérebro que são ativadas quando balançamos um taco de golfe ou assinamos nosso nome também são ativadas quando ouvimos momentos expressivos da música. As regiões do cérebro associadas a empatia também são ativadas, até por ouvintes que não são músicos. E o que realmente confere emoção pode não ser ritmo ou melodia, mas momentos quando músicos fazem mudanças súbitas nos padrões musicais”. (Leia mais sobre essa reportagem aqui)

O que é preciso para se fazer música ?  O que eu preciso para ouvir música ? Como é a música na erraticidade ? Essas perguntas serão respondidas ao longo de uma série de posts entitulada “Música na Arte Espírita”. Mas, por enquanto, queremos que vocês respondam uma pergunta: O que é música para você?

Equipe do Blog


Responses

  1. […] Muito se fala nos dias atuais sobre a massificação e “pasteurização” da música sob a finalidade puramente comercial, sem a preocupação de se fazer a arte, e com o apelo para o lado sensual. Tudo é uma questão de escolha. A gravação de uma música em disco permite a massificação da música, faz muito dinheiro e satisfaz, ao mesmo tempo, o artista, o público e o agente, transformando a obra de arte numa mercadoria. Numa época em que assistimos à invasão de inovações tecnológicas, dentro de uma comercialização exaustiva e de uma massificação crescente da arte, o significado de certas palavras como belo, bom e verdadeiro torna-se moldável, conforme a vontade e idéias de cada um. Não cabe aqui a crítica pura e simples à música massificada, ou à ausência de arte na música, mas devemos nos inquietar sempre sobre o que escolhemos para ouvir, afinal, a música exerce uma significativa influência sobre nós. (para saber mais, veja o post A influência) […]

  2. As vezes parece difícil explicar o que é musica pra mim. Porque ela parece que preenche você de alguma maneira, e ao mesmo tempo lhe permite expressar os seus sentimentos e liberar o que há dentro de você. é algo que realmente me toca.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: