Publicado por: geama | 08/04/2011

Muito além de uma câmera na mão

Estamos na era da tecnologia. Nunca foi tão fácil, principalmente para os amadores, fazer fotos e vídeos. As câmeras fazem ajuste de foco automático, os programas de edição são quase auto-explicativos e todo mundo tem uma dica para dar quando o assunto vem à tona.

E nós, artistas espíritas (ou espíritas artistas), estamos explorando essa brilhante ferramenta de divulgação da Doutrina Espírita e dos ensinamentos do Mestre?

Então, mãos à obra! Pra começar, você pode fazer seu vídeo com qualquer câmera digital, da profissional à câmera do seu celular. Claro que, se você quiser exibi-lo num super telão de cinema, isso vai fazer toda a diferença.

Depois, busque referências. Assista ao maior número de vídeos possíveis dentro do tema que deseja trabalhar. YouTube, GoogleVideos, Vimeo e mais um monte de sites disponibilizam tudo o que você precisa, de documentário a animações com stopmotion, de curtas-metragens a webséries. Dedique um tempo especial para essa pesquisa. Vai valer a pena.

Aí então escreva seu projeto, detalhe por detalhe. Organize-se. Faça um roteiro, um storyboard (simples mesmo), uma lista de materiais que vai precisar, corra atrás do figurino e locação (se houver), debata cada idéia e ouça as opiniões de todos, caso esteja trabalhando em equipe. Por falar em equipe, não esqueça de definir as funções de cada integrante.

Estipule prazos. E cumpra-os.

Até que chega a hora de apertar o botãozinho do REC (record = gravar). Como estamos falando de arte (a sétima!), sabemos que é complicado estipular regras e teorias. Mas se há uma coisa que todo artista não pode abrir mão é do bom senso. Por isso, fique atento a alguns detalhes.

O primeiro é a luminosidade. Luz demais ou luz de menos pode acabar com seu vídeo. Atenção com as sombras nos rostos das pessoas ou com luz estourada. Uma boa saída é fazer testes antes de gravar pra valer.

E como estamos falando de detalhes, vale lembrar do zoom, que nos permite focalizar pequenas expressões e elementos que ajudam a explicar a história. Bom, como tudo na vida, nada de exagerar! Cuidado também com o zoom “descontrolado”, que vai e vem sem parar, sem sincronismo e/ou rápido demais. Também vale fazer uns exercícios caso deseje usá-lo.

E quem vai segurar a câmera? De preferência, alguém que consiga não tremer as mãos. Para garantir, apoie num tripé, numa bancada ou mesmo no chão.

Faça muitas tomadas (tomadas são trechos ininterruptos do seu vídeo). Caso ache necessário, repita. Rolou a dúvida se ficou bom? Faça mais uma vez. É a sua carta na manga para o caso do ator desviar o olhar ou um caminhão barulhento passar na rua, por exemplo.

Defina o enquadramento. O que é mais importante naquela cena? A postura do personagem? O rosto do personagem? O céu? O chão? A posição em que você colocar a câmera é que vai dizer.

E a edição? É a hora que você irá “montar” o vídeo. Reúna todo o material gravado e, se possível, organize-o. Monte uma planilha com o tempo de cada cena (ou tomada). Defina qual cena vai entrar e em qual momento. Reveja. Tenha certeza. Feito isso, escolha um programa de edição de vídeo (existem programas bem fáceis de usar) e comece a trabalhar. Mas atenção com os efeitos especiais que esses programas disponibilizam, para o seu vídeo não parecer a filmagem de uma festa de aniversário dos anos 90, com imagens girando, saindo de quadro em forma de coração ou explodindo como fogos de artifício. Definitivamente, não é bacana!

Para dar o toque final, escolha a trilha sonora com carinho (atenção com os direitos autorais). Procure no Google por trilhas sonoras gratuitas. Se for o caso, peça para um amigo compor uma música para o seu filme. Mas não deixe de caprichar.

Depois de tudo pronto, divulgue nos mesmo canais onde você buscou referências, como YouTube, Vimeo e GoogleVideos, além do Facebook, Twitter, Orkut, MSN e e-mail (apenas para os amigos mais próximos. Nada de SPAM!).

Ricardo Hautequestt
Equipe do Blog


Responses

  1. ótimo momento pra esse post já que o Dinamizarte está chegando!

  2. Muito boas essas dicas! Estou esperando ansiosamente pelo próximo post!!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: