Publicado por: geama | 22/03/2011

Nos Passos de Eurípedes V

Em 1901, o Prof. Miranda, então mestre de Eurípedes, chamou o Sr. Mogico, pai do menino, para uma conversa, quando do encerramento do ano letivo. O Prof. Miranda disse ao mercador que procurasse um colégio para Eurípedes, onde este pudesse seguir seus estudos pelo curso superior, para o qual já se achava preparado. Eurípedes já rondava os 20 anos de idade.

– Nada mais temos para ensinar a Eurípedes. Ele já aprendeu tudo o que nosso colégio pode oferecer. – disse o professor para Mogico.

No início do ano seguinte, o pai de Eurípedes o levou para o Rio de Janeiro com o objetivo de permitir ao filho que continuasse os estudos e, ao mesmo tempo, tivesse um emprego para sua subsistência na nova cidade. Eurípedes conseguiu vaga no Curso Preparatório para a Escola de Medicina.Vinte dias depois, os dois retornaram a Sacramento, a fim de prepaparem tudo para a mudança efetiva do jovem Eurípedes. Ele estava muito feliz, entusiasmado com a oportunidade e sempre preocupado em descobrir a cura para a doença que maltratava sua mãezinha.

Desde menino, Eurípedes sempre guardou profundo interesse pela Medicina. Quando o Sr. Mogico esteve doente, por volta de 1889, atingido pela beri-beri, um famoso médico visitava periodicamente a casa da família e levava sempre livros atualizados, grandes volumes da medicina, os quais Eurípedes folheava com muito interesse, analisando dados, correlacionando informações, sem perder a continuidade e sem demonstrar sinais de cansaço. Houve um dia que o doutor dirigiu-se a Mogico, dizendo:

– Acho Eurípedes muito jovem para ler esses livros… É bom proibir-lhe essas leituras.

Sua mãe foi ter uma conversa sobre o assunto, mas o menino, decidido, argumentava com serenidade e firmeza:

– Não descansarei, mãe, enquanto não encontrar um caminho para debelar o mal que tanto lhe aflige. Não descansarei enquanto não curar a senhora.

Com os olhos em lágrimas, a mãe não insistiu e afastou-se.

Eurípedes buscava todas as formas de amparar sua mãe, inclusive através da religião. Cumpria com devoção todos os deveres religiosos ao lado do vigário, nunca esquecendo das missas. Quando terminavam os cultos, o menino tomava rumo de volta ao lar, esquivando-se de conversas, encontros e paradas que viessem a macular o encantamento das horas vividas na oração.

No dia anterior à ida de Eurípedes para o Rio de Janeiro, quando ele arrumava a mala simples, Dona Meca, sua mãe, foi acometida por uma das piores crises, que preocupou muito a família e Eurípedes, este de forma especial. Correndo de encontro à mãe querida, Eurípedes logo sentiu o motivo do sofrimento da mãe: era a dor da separação que se daria em breve, quando o filho fosse para o Rio de Janeiro. Dona Meca era frágil para os choques emocionais.

Quando Dona Meca voltou à consciência, viu que a mala de Eurípedes estava desfeita. Eurípedes nunca mais tocou no assunto…

[escrito com base no livro EURÍPEDES: O HOMEM E A MISSÃO de Corina Novelino, ex-aluna de Eurípedes]


Responses

  1. Dedicação total aos estudos.

    Tenho que seguir o exemplo.

  2. Muito bom!!
    mais eu queria saber, como ele se interessou por pedagogia? tem algo falando isso??

    Bjxx

    • Patrícia, segundo o que li nos livros biográficos de Eurípedes, ele se tornou professor porque gostava muito de estudar e educar desde cedo. Conforme mostra esse fato na vida dele, ele desistiu de se formar como médico, mas nunca largou a medicina de verdade, pois montou uma farmácia de homeopatia e trabalhou ao lado do espírito Bezerra de Menezes, que era médico quando encarnado. Ninguém soube que livros e que linhas de pedagogia Eurípedes estudou. Mais tarde ele se tornou professor do Liceu Sacramentano até o momento que se tornou espírita. Mas isso tudo a gente conta depois… Se tiver muita curiosidade, leia o livro indicado: EURÍPEDES: O HOMEM E A MISSÃO ou EURIPEDES BARSANULFO, UM EDUCADOR DE VANGUARDA NA PRIMEIRA REPÚBLICA.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: