Publicado por: geama | 28/01/2011

Mãos na Obra: 10 dicas para Grupos de Arte

Ao montarmos um grupo de arte, ficamos logo animados com a possibilidade de trabalhar e criar alguma coisa. Isso é como um estímulo ao grupo. Entretanto esse estímulo que sempre tem um toque de “novidade” pode ir esmorecendo até trazer um completo desânimo para o trabalho. Em geral os coordenadores do grupo precisam estar sempre motivados, alegres, contentes, esperançosos, pois assim isso se refletirá nos demais integrantes.

Para minimizar as possibilidades de seu grupo acabar antes do que você espera, vou dar aqui algumas sugestões, que deram certo com o GEAMA. Pode ser que funcione. Avalie cada dica, pois nem sempre o que funcionou conosco, pode vir a funcionar com você.

1. Crie uma rotina de trabalho durante os encontros/reuniões do grupo. Delimite horários e tempo fixo.

2. Aproveite os membros mais motivados e dê trabalho para eles. Pesquisa, desenvolvimento de estudo, preparação de atividade, liderar uma sub-equipe, etc.

3. Não corra no processo criativo. Muito menos no processo de definição do grupo. Quando colocamos uma coisa na nossa cabeça e não estamos abertos a mudanças, os Espíritos desencarnados e mentores do trabalho não conseguem nos intuir. Ficamos teimosos. Permita que as coisas aconteçam com mais naturalidade.

4. Fomente sempre a interrelação dos membros do grupo, em clima de amizade. Reuniões em casa, noite de jogos, estudos em grupo, passeios no parque, praia, visitas a museus, cinema, etc. É sempre útil para o grupo que os seus membros sejam amigos verdadeiros e que se amem. Com isso os bons Espíritos se aproximam com maior facilidade do trabalho.

5. Comunicação. Não fale demais e não deixe de dar atenção às sugestões dos membros, por mais velhos ou novos que sejam. Comunique-se sempre.

6. Procure afastar a fofoca do grupo. A maledicência, quando se instala, corrói o grupo por dentro e em pouco tempo não existirá mais grupo para contar história.

7. Não desperdice tempo quando estiver reunido. Aproveite a todo instante para pensar em projetos, novidades, propostas. As pessoas cansam de fazer sempre a mesma coisa (por isso não temos o hábito de fazer o bem). Quando estiver dirigindo, ou no ônibus, ou jantando com seus amigos, ou falando no telefone, skype, etc, aproveite as inspirações e pense em projetos legais para o grupo. Ajude-se. Se você pega tudo pra fazer, não terá tempo de pensar em nada, muito menos de concretizar. Permita espaços na sua agenda para pensar, refletir, conversar.

8. Apóie os membros mais animados. Eles podem animar os outros.

9. Estude sempre. De cada livro lido surgem novas idéias. Seja livro espírita ou não. Não apenas leia livros. Estude-os. Tire proveito deles e dê um fim útil a essa ferramenta que é a leitura. Normalmente fixamos melhor o conhecimento quando estudamos com um objetivo. Ler por ler, em geral, é mais monótono.

10. Ore. Peça a proteção dos bons Espíritos para o grupo. Ore por cada membro do grupo. Eleve a proteção sobre o grupo e as investidas dos espíritos imperfeitos serão bem menos dolorosas ou quase nulas. A fé inabalável pode ser conquistada por nós e seremos mais fortes quando eliminarmos a culpa e o medo de nossa mente. São coisas inúteis. Quem confia em Deus, nada teme e tudo compreende.

Essas são algumas dicas. Esperamos que tragam algum proveito para os nossos leitores. Se tiver mais alguma, escreva abaixo nos comentários.

André Luís Corrêa
Equipe do Blog


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: